Errata

É praticamente impossível fazer um trabalho sem nenhum erro, apesar de ser o ideal. Mesmo se esforçando e revisando seu trabalho algumas vezes, algo vai passar. Seja uma informação incorreta ou algo que seria melhor escrito de outra forma, qualquer tipo de erro cometido no texto do trabalho precisa estar presente nesta página com suas devidas correções. Quanto menos você precisar relatar na errata, melhor, pois significa que você tomou bastante cuidado na hora da revisão. Entretanto, não é nenhum desmérito precisar usar a errata, isso mostra organização, revisão e um certo grau de humanidade (afinal, errar é humano). Se você concluiu o seu trabalho, releu do início ao fim e não encontrou nenhum erro, revise-o novamente!

Definição de errata

A errata é a parte do trabalho acadêmico onde o autor faz uma lista dos erros que podem ser encontrados no texto, acompanhados das suas devidas correções. A lista é composta não apenas de palavras escritas erradas, mas também de expressões que ficariam melhores se fossem trocadas por outras. Apesar de ser um elemento pré-textual, é uma das últimas coisas a ser feita, afinal ela só se faz necessária se o trabalho chegar a ser impresso com erros. Ao expor um erro e sua correção, é preciso indicar em que página e parágrafo ele está situado, se possível também localizar a linha. A função da errata é simplesmente melhorar o entendimento do leitor sobre o trabalho acadêmico em questão. Mesmo localizando um erro depois de toda formatação, não é preciso se desesperar, basta acrescentá-lo na errata. Claro que se os erros forem muitos e/ou graves, podem influenciar os avaliadores a darem uma nota menor ao seu trabalho, por isso o melhor mesmo é redobrar o cuidado na revisão.

Formatação da Errata

A errata segue o padrão do texto do trabalho: fonte Arial em tamanho 10 ou Times New Roman em tamanho 12. As margens seguem o padrão da capa. A errata deve ser uma tabela com 4 ou 5 colunas, dependendo dos elementos de localização da palavra ou expressão, e o número de linhas igual ao de palavras que estarão presente na errata mais um para identificação dos itens. A tabela deve ser centralizada e é preciso colocar “Errata” em destaque na página para facilitar a sua identificação. A ordem dos itens não é padronizada, mas é recomendável começar com o erro, depois sua correção e depois a localização. A primeira linha é toda em negrito. Os itens devem ter as seguintes definições: “Onde se lê” para palavra ou expressão errada, “Leia-se” para a correção, e página, linha e paragrafo para os itens de localização. Veja o exemplo abaixo:

Onde se lê:Leia-se:Página:Paragrafo:Linha:
ErataErrata1012